quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

Passagem para Cabo-Verde

Cesária Évora - Miss Perfumado

É sempre mais fácil começar com os clássicos né? Desta vez vamos dar um giro ao arquipélago de Cabo-Verde de onde saiem os mais fantásticos tesouros artísticos, muito talento, muita alma sobretudo. Para começar pelos clássicos e para ser bem cliché, meto aqui uma referência da música africana no mundo, baptizada como “A Raínha dos pés descalços”, esta senhora consegue para além de cantar muito, desencantar muita gente que vai vê-la. Dizem que é extremamente mal encarada, uma espécie de Bob Dylan, Roberta Miranda e Maria Rita no palco. Mistura estranha? Então é assim: não cumprimenta a audiência que as vezes paga uma boa fracção do seu salário para assistir ao concerto, não agradece, nem já uma vénia ou sorriso (Dylan), sempre de copo na mão (Miranda) e pés descalços (Rita). Eu digo, vamos dar um desconto à kota, sabemos lá o que ela viveu, começou a cantar aos 17 e só lhe reconheceram talento aos 47, é muito ano a remar né? Miss Perfumado é o álbum que a fez famosa, não vou dizer que seja o melhor, mas é MESMO muito bom. Curtam aí.

1. Sodade
2. Bia Écouter
3. Cumpade Ciznone
4. Direito Di Nasce
5. Luz Dum Estrela
6. Angola
7. Miss Perfumado
8. Vida Tem Um So Vida
9. Morabeza
10. Recordai
11. Lua Nha Testemunha
12. Babincor
13. Tortura

Catem a primeira parte do mambo aqui
Catem a segunda parte do mambo aqui
Pass: amrao

Mayra Andrade - Navega

Se a Cesária demorou muito tempo a ser coroada Raínha, esta aqui teve tudo servido em bandeja de prata desde cedo e tem uma certa tendência a “aprincezar-se” um bocado. Aos 16 já estava a arrecadar prémios de vulto e a dar pele-de-galinha a muitos cascudos. A miúda canta mesmo muito. Nasceu em Cuba, já viveu em mil países (Senegal, Angola, Alemanha, Portugal e França onde vive actualmente). Álbum de estreia, Navega, deixa a salivar por mais. Pena que seja tão empinada, mas que queriam, apaparicada desde os 11 anos, maior sucesso aos 16, aos 23 está instalada na cena mundial e já muitos lhe chamam de sucessora de Cesária e no entanto, ainda agora chegou, é caso para se insuflar, mesmo que se tente conter.


1. Dimokransa
2. Lapidu Na Bo
3. Mana
4. Tunuka
5. Comme S'Il En Pleuvait
6. Nha Sibitchi
7. Lua
8. Navega
9. Poc Li Dente E Tcheu
10. Dispidida
11. Nha Nobreza
12. Regasu



Catem o mambo aqui
pass: www.portugal-albums.com



Sara Tavares - Balancê

Depois do concerto da Mayra e por causa dos factores que acima indiquei, migrei os meus sentimentos (antes divididos entre as duas) de admiração incondicional, para esta miúda, que para além de não ficar a dever nada ao talento da Mayra, tem a graciosidade de sorrir para totais desconhecidos, a simplicidade e a candura de trato inigualáveis, é mesmo de derreter a alma de qualquer duro. Este álbum é mais um que... sem palavras, é melhor ouvirem e julgarem por vocês. Nunca pensei que menina saída do "Chuva de Estrelas" pudesse se tornar em tamanha mulher estrela.



1. Balancê
2. Bom Feeling
3. Lisboa Kuya
4. Ess Amor
5. One Love
6. Poka Terra
7. Amor É
8. Dam Bô
9. Guisa
10. Planeta Sukri
11. Novidadi
12. Muma Xeia
13. De Nua



Catem o mambo aqui




Tcheka - Nu Monda

Enquanto a Mayra faz estardalhaço no estrangeiro, este miúdo parece ser para os caboverdeanos que conheço/conheci, a maior referência dos tempos modernos. Filho de músico, aos 14 já cantava com o pai nos festivais de Santiago. É um storyteller que relata para o mundo, estórias, História(s) e retalhos de Cabo-Verde, o que o seu olho repórter observa. Lançou em 2007 um novo álbum chamado Lonji. Estou a tentar catar, se me bater chuto aqui.


1. Agonia
2. Djan Kre Bejabu
3. Amizadi Si
4. Djan Bedja
5. Kre Ka Nha
6. Makriadu
7. Rozadi Rezadu
8. Strada Pico
9. Talulu
10. Satanaz
11. Nu Monda
12. Transason



Catem o mambo aqui

Um comentário:

Meki disse...

salve kotas!
nenhum dos albuns desse post xtão aktivos
todos xtão: "file not found"