quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Conjunto Ngonguenha - Nós os do Conjunto

Então assim foi, o disco saíu MESMO. Depois de sucessivos adiamentos, atrasos com a fábrica e repetidos pedidos de desculpa por parte do MCK (editor e distribuidor pelo seu selo MASTA KAPA) aos religiosos seguidores do seu programa na Rádio Despertar que reclamavam pelo que lhes era devido, aqui está ele.

Todo o pacote é interessante, começando logo pelo impacto visual da capa em formato de caderno dos anos 80 que trazia o hino nacional na contra-capa. Mas o adágio diz que não se julga o livro pela capa, e assim sendo, não vamos também julgar o disco.

Eu sou suspeito para falar de Conjunto Ngonguenha, pois até bem pouco tempo antes deste disco sair, eu fiz parte do grupo. Sempre gostei da música que esses 3 mongos fazem, sempre fui panco da criatividade musical do Conductor, da franqueza e ligeireza com que o Leonardo flui pelos instrumentais auto-produzidos e pela profundidade lírica gargantuesca do Keita que impinge respeito até aos mais renitentes que só sabem falar do "flow".

Este é o segundo disco de originais depois do Ngonguenhação em 2004 com o selo da Matarroa, entretanto e infelizmente extinta.

Se no primeiro disco se encontrava a sátira social e política elevada ao estatuto de "mongoloidice", este segundo vem exactamente na mesma tónica mas com a vantagem de carregar em cada um dos intervenientes mais 5 anos de experiências no universo musical: o conductor está a produzir MUIIITTOO melhor, o Keita continua a rimar com aquela urgência como se o mundo fosse acabar amanhã, tendo, ainda por cima, melhorado substancialmente a sua largada e o Leonardo agora canta tipo quer lançar um disco de Soul.

A masterização/equalização deste disco são outros dois pontos em que se nota uma preocupação muito maior com a qualidade sonora, pois se no Ngonguenhação estava tudo sujo e fajuto de gravações dúbias, neste a coisa está cristalina, prata polida até virar espelho, graças à mestria do Eliei.

Se houver um ponto negativo quando se compara Ngonguenhação com Nós os do Conjunto, ele residirá certamente na perda de inocência e espontaneidade do primeiro, para um conceito melindrosamente estudado para causar um efeito previsto no consumidor do segundo. Mas isso, claro, é subjectivo como o é tudo o que releve duma opinião pessoal.

Contrariamente ao que se propala (e mais uma vez na minha modesta opinião), acho que este álbum rouba muitas das ideias funcionais do primeiro dando impressão de haver vários temas que são sequelas. Senão vejamos:

- Programa de rádio vs TV Ngonguenha: para já é inegável que os conceitos são os mesmos, e por acréscimo, o método da intro também o é. No primeiro usou-se o indicativo mais antigo da rádio angolana que precede o noticiário e, neste, usou-se o original de uma música infantil do Mamborró que, apesar de não ser a mais famosa dele, continua sendo uma música do Mamborró!

- Dia de Aulas vs Fugueiro: apesar de aqui ser mais ou menos assumida a parte 2, pois chega mesmo a haver um sample do tema do primeiro álbum, inclusivé, este tema escapou intitular-se "Fugueiro: A Prequela".

- Kibidi vs FTU-Nzamba 2: apesar de o Kibidi não se desenrolar dentro de um kandongueiro, o formato de story-telling é mais que familiarizado com o FTU, cada MC intervindo alguns segundos sequencialmente para avançar um pouco no seu relato.

- Sorriso Angolano vs É Dreda Ser Angolano: Sorrir na miséria vs sorrir na miséria. Mesmo mambo!

- Kem Manda Mais Fuma vs Ecos e Factos: Janela Aberta vs Ecos e Factos, dois programas da Televisão Pública de onde se podem tirar litros de inspiração para encher o rio seco.

- Vou te Queixar vs Nós e Vocês: ambas relatam o choque de gerações e delatam comportamentos obtusos (às vezes roçando o criminoso) da parte de alguns dos nossos conterrâneos.

- Ninguém nos Sungura vs Kanguei no maiki: se não se pode comparar pela ausência TOTAL de tema no segundo, compara-se perfeitamente por serem os dois os sonoros mais inesperados num álbum de hip hop, pois aventuram-se por ritmos que descambam um pouco para "música do futuro", uma vez que nos é impossível de a rotular redondamente.

Apesar de essas comparações serem possíveis segundo a (in)disponibilidade de quem ouve de as fazer, em termos de execução TODAS SEM EXCEPÇÃO estão melhores neste disco, denotando a evolução profissional dos envolvidos.

O disco esgotou em tempo recorde de 5 horas!!! O pessoal que chegou ao Elinga depois das 14h, alguns vindos de bem longe, deparou-se com uma situação extremamente incómoda: "Já não há discos broda!!!".

Foram só 1000 cópias, mas o Ngonguenhação levou um ano e meio a vender essa mesma cifra. Falando de expansão hã?

Está de parabéns o Conjunto. Muitos sucessos daqui para frente é o que vos deseja este camarada! Apesar de já não figurar no plantel, estou na linha da frente a aplaudir, pois vocês continuam a ser (nas palavras de um grande poeta) "como água no deserto".

01. Chamada
02. Dia de Aulas
03. Kibidi (A Lenda do Caixão Vazio)
04. Sorriso Angolano
05. Vou te Queixar
06. Medo do Regresso
07. Kem Manda mais Fuma?!
08. Namorada do Conjunto
09. Julieu & Rometa
10. Tia
11. Tou a Falar Pra Ti
12. Ninguém nos Sungura

Prova da idiotice congénita desses miúdos, ficam aqui dois dos teasers que mais me cansaram. O primeiro é uma demonstração de como confeccionar uma Ngonguenha e o segundo é baseado num spot publicitário do Banco Millenium com a Yola Semedo (podem confirmar carregando no link que aparece depois do final do teaser). MUITA PARVOICE!!!





Catem o mambo aqui

10 comentários:

Claudio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Claudio disse...

Era uma vez um angolano ques estava fora de Angola mas que ouve o projecto Ngongoenha a anos...ele não tinha acesso ao novo album, e estivéra ele em Angola, mais rápido que um relampago ele teria comprado o CD!

Mas estando ele fora de Angola ele sentia-se aflito já que ele queria mais que tudo poder ouvir a nova música que evidentemente mostraria a evolução do projecto Ngongoenha. Ele procurou na net, mas quase não econtrou, até dar de caras com o Blog do Ikonoklasta.

Thanks a lot mano. Quando estiver em Angola, nem mais...o CD será comprado (dois para poder oferecer a alguém que precise)

ikono disse...

é nas calmas parente. o som não deve ficar pausado no leitor de cd, é mesmo para espalhar. Espero que corresponda as expectativas.
aquele abraço

Meki disse...

Kotaklasta, a cena de já não pertenceres ao grupo, não foi das melhores notícias... Kuanto ao álbum, já tens a dika no teu mail ;)
Um abraço

ikono disse...

valeu ndengue mekhi... agora tas tipo snoop dogg pa, akeles tos longos descaidos tao a fechar o cenario :)

Rui Miguel disse...

kota ikono, o n cnsigo baixar o album. Help por favor!!!!!

tou aflito, kero muiito ouvir

Meki disse...

hahahaha
akilo foi só uma mudança de leve, pra manter a rotina :D
Kontinuas a postar gandas cenários KotaKlasta, enkontro sempre boas surpresas por aki. Valeu o mambo

ikono disse...

Rui Miguel, o mambo ainda tá online...
File Name: Conjunto Ngonguenha - N__s os do Conjunto - 2010.rar File Size: 78.00MB
Last Download: 10/23 07:34

não consegues sakar pq? o problema deve ser ai com os teus firewalls e mambos do género. Vê bem isso.

Mo Mekhi, tou na banda mais um mes... tens posto cenas novas no teu myspace? tens de manter akela cena viva p um gajo te acompanhar :)
kel abraço

Meki disse...

O meu myspace anda as moskas KotaKlasta
Mas vou meter mambos novos e depois dou-te um toke pra chekares ;)

Anônimo disse...

A vossa Originalidade, Kriatividade é Surpreendente... Pois tive o privilégio de ouvir o projecto Ngonguenhação através d'uma Kassete por influência de um amigo cá em Benguela... 2010... Todavia já obtive os dois Cd's do conjunto. Peace