domingo, 1 de dezembro de 2013

Relíquia: Onjango - Identidade Elaborada

Este post vem a pedido do irmão Cabuenha e já lho estou a dever há alguns meses. É um mano por quem tenho uma estima muito grande e que me tem dado a conhecer coisas interessantíssimas, algumas delas já partilhadas aqui e outras, de maneira criminosa da minha parte, ainda por partilhar (o último do Paulo Flores e outro do mesmo artista em que ele tem versões "acústicas"/unplugged de temas já conhecidos e que ele fez para uma instituição de caridade).

Para mim uma compilação clássica que encapsula, mais do que a tenacidade do DIY (faz o tô mambu, caga na ajuda) de juntar um grupo de amigos talentosos, uns escrevendo rimas, outros desenhando capas, outros oferecendo-se para imprimir, de gravar em CD-r no próprio computador, o espírito revivencialista de uma geração de jovens rappers na diáspora que usaram a música como ferramenta para se sentirem mais próximos de casa, para afirmar orgulhosamente uma identidade, criar uma identidade própria para o seu hip hop. Justiça seja feita ao Conductor que terá sido, para mim, o produtor por excelência no emprego de sonoridades angolanas e africanas nos seus instrumentais, conferindo a esse hip hop características únicas e distintas daquela mais homogénea e americanizada.

Vou aproveitar que estou nesta senda e homenagear simultaneamente um site que, sendo o site de um grupo, foi pioneiro na divulgação no hip hop feito em Angola e por angolanos, remetendo-se a si próprios a uma posição mais secundária de uma maneira muito altruísta e isto, claro está, antes da proliferação dos muitos blogs dedicados ao hip hop angolano/luso que temos hoje no ciberespaço. Trata-se do site dos "Provisórios" e a homenagem será feita copiando o texto que eles publicaram, escrito pelo Conductor e pelo então Revolucionário, hoje Keita Mayanda, para contextualizar o disco:

"Ya, essa é uma daquelas dicas que merece ser divulgada.

Um grupo de 8 MC's e uma cantora de soul, com "as mentes numa só direcção"  que se denominam Onjango, estão a preparar um trabalho com o título Identidade Elaborada. Foi-nos enviado um pequeno texto descrevendo o preojecto.

Onjango: Identidade Elaborada

A palavra Onjango pertence ao vocabulario de duas linguas angolanas, o Umbundu e o Kimbundu, que são linguas aparentadas, ela significa entre outras coisas o local de reunião, o local de reunião, o local de serão, onde se debate, se aprende e se ensina.

Antes de começarmos o dito projecto já possuiamos um local de encontro onde era comum debatermos, lermos e ouvirmos música, por isso quando iniciamos o projecto pensamos honrar o lugar que sempre nós serviu de abrigo, a casa do Conductor, o nosso Onjango onde as ideias todas do projecto foram elaboradas, apresentadas e executadas.

Identidade Elaborada é o nome da compilação, baseado nas ideias de nossa busca pelas nossas raizes e da tentativa de na diáspora recriarmos a nossa identidade, então este album é uma busca de quem somos? de onde viemos? e do que queremos? Elaboramos uma identidade pra nós, baseada na premissa de que somos "emigrantes africanos".

O album reflete a universalidade do que é ser africano, dentro e fora de Africa, a sua historia, os seus valores, o seu contributo pra evolução da humanidade, os problemas da juventude africana na diáspora, a problemática da identidade cultural, as necessidades de afirmação da nossa africanidade, direitos das minorías étnicas emigrantes na Europo e de um modo geral o que é ser emigrante africano em Portugal.

O album conta com a interpretações individuais e em grupos com 8 mc's e uma cantora de soul. Como podem verificar na lista a seguir:

(Lista omitida por ter sido alterada no projeto final)

Não existe ainda uma data prevista para o lançamento, ou possivel apresentação, da compilação estando tudo dependente de questões de ordem técnica e financeira.

05/07/2002
António Fernandes
Andro Del Pozo "

Entretanto o rapper PM foi coado do projeto e a lista e ordem de temas ligeiramente alterada pelo que omitimos do texto original. Na contra-capa do disco tem uma reprodução deste texto com uma conclusão com piada piada (outros não lhe reconhecerão essa qualidade) pois revela uma certa atitude de "se gostares está bom, se não gostares não chateia" que eu particularmente aprecio.

01. Introdução
02. Abdelkar - Abre os Olhos
03. Verídiko - Quem Somos Nós?
04. Conductor, Revolucionário, DonVito - Despertar Lisboa
05. Poeta de Rua - Raízes de África
06. Nkwa Kobanza com Beto Stone - Ya Mwiji Wami
07. DonVito, Poeta de Rua & Abdelkar - Se eu Fosse
08. Revolucionário com Nyashia & Beto Stone - Patriota, Revolucionário e Africanista
09. DonVito - Carta ao amigo
10. Conductor - Ser Inserido
11. Nkwa Kobanza & Verídiko - Kuando Xeguei à Tuga...
12. Nyashia - Semente da Vida
13. Nkwa Kobanza, Abdelkar, O Revolucionário & Conductor - Planeta África.
14. Retirada

Catem o mambo aqui

6 comentários:

Cabuenha disse...

NdapandulaNgasakidilaMatondoUmbunduKimbundu&FioteObrigadoNguimbolaaaaa

Anônimo disse...

Boas Luaty,

Gostaria de solicitar se não fosse incomodo de minha parte, pedir que fizesse um repost desse link pois já não encontra-se acessível para download.

Grato pela atenção e muito obrigado.

Cumprimentos,

Faradai

ikono disse...

Faradai não tem makas bro... vou subir a cena de novo. Só vi o teu pedido hoje. Aguenta só ali qualquer coisa!

ikono disse...

Faradai, fiz o upload de novo e tipo que o link ficou igual ao anterior:

http://www.filedropper.com/va-onjango-identidadeelaborada2002

pega aí o mambo bro

Anônimo disse...

Boas Luaty

Não consigo baixar o arquivo pelo Filedropper, pois vem isto:

File Details:
Filename: VA - Onjango - Identidade Elaborada (2002).rar
Size: 0 KB, Type: rar

Se pudesses mandar via Wetransfer era melhor porque com este tá difícil mano.

Qualquer coisa dá sempre o feedback.

Paz
Faradai

ikono disse...

Faradai... desculpa a demora bro...
sabes que esse mambo dura 7 dias por isso espero que vejas isto antes de a cena expirar:

http://we.tl/qmffv6t5eV